segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Noite Maldita (editado graças ao bom moço Sérgio Arara)

Do Folk eu conheço o básico, posso dizer que, dependendo da dose, gosto. De alguns cantores e bandas folks gosto muito, melodias bonitas, principalmente cantadas por caras como o Lou Reed.

O Folk Sinister abriu a noite e agradou a platéia. Confesso que ouvir tanto folk nesse clima de voz e violão, num domingo, me deu um certo sono... mas esse era o clima do evento.

Muito por conta disso, o show da Benção Maldita me agradou tanto. Acordei!
É claro que sou suspeito pra falar do pessoal que toca comigo, só sei que achei o repertório muito bom e, apesar do Vajman ficar implicando com sua performance, gostei do arranjo e do improviso. O Watanabe e o Arara tocando juntos deu uma puta liga bacana e a Fernanada nem precisou usar a cara de fodona, largou sorriso pra todos os lados e cantou muito bem.

Filmei um trechinho do show, mas o som ficou uma merda, peçam pra Fernanda postar o vídeo que fizeram com a câmera dela.
Abaixo uma foto, péssima, só pra registrar a noite.

Sérgio Arara, Fernanda D'Umbra, Flávio Vajman e Marcelo Watanabe - Benção Maldita

2 comentários:

Pierre Masato disse...

Brother,
Bom tem encontrar por lá.
Forte Abraço

cmvm disse...

Cara, concordo contigo: não consigo resistir aos clichês do rock. Posso ouvir de tudo, mas a saideira é sempre a mesma...